OTIMISMO  

A Saúde tratada como sempre deveria ter sido

Vagas do Mais Médicos praticamente preenchidas (por brasileiros), concurso, PSS, aumento de salário. O futuro de uma das áreas mais delicadas em Guarapuava (e no Brasil) parece estar no caminho certo

Inscrições em Guarapuava vão até o dia o dia 06 de dezembro (Foto: Reprodução)

 

Jonas Laskouski com assessoria

 

Depois de dúvidas e debates sobre a decisão de Cuba de deixar o programa Mais Médicos, do governo federal, o caminho da Saúde parece estar tomando rumos mais justos se a questão e tudo que envolve a polêmica forem analisadas a fundo. Mas, deixemos as críticas para outro momento ou para o Tanaka talvez. O editorial da edição impressa desta terça também revela nossa opinião. Em Guarapuava, por exemplo, o que ainda falta melhorar na área parece também estar num caminho melhor. As notícias são boas.

Começam nesta terça-feira (27) as inscrições para o PSS (Processo Seletivo Simplificado) para a seleção de médico generalista de pronto-atendimento (20 horas) e médico generalista de ESF (40 horas). Os profissionais aprovados vão atuar na Secretaria Municipal de Saúde, Programa Estratégia Saúde da Família, UBSs (Unidades Básicas de Saúde), urgências municipais e SAMU.

São oferecidas 11 vagas para a função de médico generalista de pronto atendimento e 19 vagas para médico generalista de ESF. As inscrições podem ser feitas até 06 de dezembro, neste link. “Além disso, no concurso aberto pela prefeitura este mês, estão sendo disponibilizadas seis vagas para contratação de médico generalista e médico generalista de pronto-atendimento”, lembra o secretário de Saúde, Celso Góes.

 

MAIS MÉDICOS

Vagas praticamente preenchidas (Foto: Reprodução)

 

O Ministério da Saúde, através do programa Mais Médicos, vai destinar 13 médicos para Guarapuava, em substituição aos cubanos. Os novos profissionais devem se apresentar à Secretaria Municipal de Saúde até 14 de dezembro. A seleção de profissionais para ocupar esse número de vagas teve o prazo de inscrições prorrogado, seguindo a programação do edital nacional, que estendeu o período de participação para os médicos brasileiros com inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM) ou com diploma revalidado
no país. O prazo seria encerrado no último domingo (25) e agora, segue até o próximo dia 07.

O Ministério da Saúde informou que 96,6% das vagas do programa Mais Médicos disponíveis após o fim do acordo com o governo cubano já foram preenchidas. Segundo o órgão, o site está estável e as inscrições ainda seguem.

Até às 17h deste domingo havia 29.780 inscritos com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) no Brasil, dos quais 20.767 foram efetivadas e 8.230 profissionais já estão alocados no município escolhido para atuação imediata.

O encerramento do acordo com o Brasil para atuação no Mais Médicos foi uma decisão do governo cubano depois de declarações do presidente eleito Jair Bolsonaro chamando-os de “escravos da administração socialista” e dizendo que alteraria as regras do programa.

 

AUMENTO

Guarapuava, através da administração municipal vai pagar 50% a mais para os médicos que queiram trabalhar na cidade. A lei complementar foi aprovada e sancionada na terça-feira (20). Com a medida, o salário dos médicos municipais chega a R$ 17 mil, conforme a prefeitura.

A iniciativa visa atrair um maior número de médicos para a cidade após o anúncio da saída dos profissionais cubanos. A cidade conta com 26 médicos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Destes, 13 eram cubanos, e quatro deles já voltaram para Cuba na sexta-feira (23), disse a administração municipal.

De acordo com o Diário Oficial do município, a lei já está valendo e o aumento se aplica tanto aos profissionais que serão contratados quanto para os que já trabalham na rede municipal. Os profissionais que cumprem carga horária de 40 horas semanais, realizam plantão ou atendem nas especialidades de Pediatria e Ginecologia/Obstetrícia nas unidades de saúde, deverão cumprir uma série de requisitos para se enquadrar na lei e receber o aumento.

 

EM TEMPO

Nessa segunda, pelo Twitter, o presidente eleito Jair Bolsonaro deu mais um recado: