Esporte  

“Rodando sem parar”

Paranaense que cruza o país de bicicleta busca patrocínios para continuar seu legado

O homem que fez do mundo sua casa, divulga seus patrocinadores colocando adereços sobre a sua bicicleta.

O imbituvense Clavi Francisco de 48 anos acorda todos os dias com uma paisagem diferente a dois anos, acompanhado de sua bicicleta; cruzando de uma cidade a outra, já contabiliza 34 mil quilômetros marcados por oito estados.

Relata que embarcou neste projeto pessoal por ter uma grande afinidade com o pedal, bem como para incentivar outras pessoas também a seguirem seus sonhos e praticarem esportes. “Sempre gostei da bicicleta, admiro o esporte”. Conta.

Seu Clavi encontra algumas dificuldades em seguir nas suas viagens, por isso busca patrocínios que possam ajudar a custear suas pedaladas, podendo ser em doação financeira, alimentos, roupas, acessórios esportivos para ele e sua bicicleta, como também uma nova bicicleta. “Essa que eu tenho é boa, mas eu precisava mesmo era de uma melhor, de dezoito marchas, como era a minha primeira”.

Além disso, sobre a “primeira” – como se refere –  lhe fora roubada em uma de suas viagens enquanto descansava na beira da rodovia no trajeto de Curitiba a Ponta Grossa. “Era um dia muito quente. O calor era tanto que parei para descansar e acabei dormindo, quando acordei, ao meu lado só estava a minha garrafinha de água; levaram a minha primeira e hoje tenho essa aqui que ganhei da minha irmã”. Lembra o ciclista.

O próximo destino é Santa Catarina, porém o objetivo do seu Clavi é conquistar patrocínios para rodar a região nordeste. “Se eu conseguir ajuda, pretendo viajar o nordeste. Um ano já está bom”. Frisa ele.