KICKBOXING  

Bruno Cerutti recebe francês em um dos duelos do WGP #49

Evento acontece nesta sexta (28) e, pela primeira vez, vai colocar na disputa um Challenger GP com oito lutadores. Nattan Novak e Mateus Gatti também são anfitriões

Público deve lotar o Joaquinzão. Luta de Cerutti é apenas uma dos vários embates da noite (Imagem: Divulgação)

 

Da Redação

A noite de lutas do WGP #49, nesta sexta-feira (28), no Ginásio de Esportes Joaquim Prestes em Guarapuava, promete ser um marco na história da organização do evento. Pela primeira vez, vai estar em disputa um Challenger GP de oito lutadores (leia mais abaixo), pela divisão dos meio-médios (até 71,8kg). E o duelo que vai aquecer a final do Super 8, como vem sendo chamado o GP, é o co-main event da noite entre o atleta da casa, Bruno Cerutti, e o francês Thibault Marino, companheiro de treinos do campeão dos cruzadores (até 85,1kg), Alex Pereira.

O guarapuavano está atrás de uma nova chance pelo título da categoria, enquanto Marino faz sua estreia no WGP em busca de deixar uma boa impressão. O evento tem transmissão ao vivo do Canal Combate, Bandsports e Fox Sports.

 

O GUARAPUAVANO

Principal nome de Guarapuava no cenário nacional, Bruno Cerutti já tem história no WGP. Com oito lutas disputadas no evento e 50% de aproveitamento, o lutador já teve a chance de disputar o cinturão da categoria dos leves, mas acabou derrotado pelo campeão Hector Santiago em uma batalha de cinco rounds na edição 36. De lá para cá, Cerutti soma uma vitória e uma derrota, para o mesmo adversário: o argentino Facu Suarez.

“Ouço tudo o que mestre Deucélio fala. É nele que quero me inspirar para chegar longe no kickboxing”, disse Bruno numa entrevista recente (Foto: Reprodução)

Em nítida evolução desde que fez sua estreia na organização, Cerutti tem no currículo ainda a formação com Deucélio Rodrigues, brasileiro tetracampeão mundial de kickboxing e um período de treinos na Holanda, com o lendário Semmy Schilt, um dos maiores nomes da trocação na história.

 

O FRANCÊS

O francês andarilho (Foto: Reprodução)

Do outro lado do ringue estará o francês Thibault Marino, dono de uma história de vida para lá de peculiar. Nascido no subúrbio de Paris, o lutador de 28 anos decidiu, de um ano para cá, fazer um verdadeiro tour mundial nas melhores academias de kickboxing do mundo. Com passagens pela Holanda, Tailândia, Singapura, Coreia do Sul, Japão, Canadá, EUA e México, o francês andarilho está a cerca de três meses no Brasil, treinando na equipe Peso Pesado Team, em São Bernardo do Campo (SP), do campeão dos cruzadores Alex Pereira. Com um cartel de três lutas profissionais e duas vitórias, ele soma passagens por eventos importantes ao redor do mundo, como o Max Muay Thai, na Tailândia.

Além do Super 8 Challenger GP e do co-main event entre Cerutti e Marino, o card do WGP #49 tem outras 5 lutas no card principal, com destaque para Nattan Novak e Mateus Gatti, outros anfitriões da noite, que enfrentam Maycon Silva e Renan Altamiro, respectivamente, no card principal. O duelo entre Gatti e Altamiro, é também a luta reserva do Challenger GP.

 

OITO LUTADORES, UMA VAGA

A principal atração do WGP # 49 é, sem dúvidas, o Challenger GP dos meio-médios (até 71,8kg). São oito participantes, sete lutas e apenas um vencedor que garante a chance pelo cinturão diante do paulista Bruno Gazani, campeão da categoria.

É a primeira vez que o evento coloca em disputa um GP de oito lutadores (Imagem: Divulgação)

Os primeiros a entrar em ação serão dois atletas que estão a poucos quilômetros de distância um do outro. Membro da equipe União ABC, a mesma do campeão Gazani em São Bernardo do Campo (SP), Daniel Dias encara o jovem Luis Francischinelli, natural de Itu, também em São Paulo, e considerado um dos nomes que vem surgindo com força no cenário nacional. Ele também está invicto no WGP, com duas vitórias em duas lutas, enquanto Daniel soma 50% de aproveitamento em quatro duelos disputados.

Quem passar das quartas de finais número 1 encara na semifinal o vencedor do combate entre o brasileiro Tiago Queiroz e o chileno Sebastian Corral. Queiroz é natural de Bituruna, cidade vizinha a Guarapuava e estará quase em casa no evento. Ele participou da última edição na Argentina e soma uma vitória e um revés no WGP. Já Corral é natural de Santiago, no Chile, e pertence a equipe de Ivan Galaz, nome carimbado no WGP. O chileno soma uma participação apenas no evento.

Do outro lado da chave sai o segundo finalista do Super 8 Challenger GP. O mato-grossense Eliezer Silva encara o curitibano Maykol Yurk, no que promete ser um dos combates mais emocionantes da noite. Enquanto Eliezer defende a invencibilidade em duas lutas disputadas no WGP, Yurk, atleta com passagem pelo Glory, vai fazer sua estreia após se lesionar e ter que ser retirado da edição 47, em Curitiba. No último duelo de quartas de finais um confronto entre Brasil e Argentina. O curitibano Petros ‘Cabelinho’ enfrenta o argentino Enzo Sanchez. O brasileiro vem em ótima fase no WGP com três vitórias em quatro lutas e faz sua segunda luta na categoria, após subir de divisão, já no Challenger GP. Já Enzo Sanchez vem embalado depois de estrear no WGP com vitória sobre Tiago Queiroz na última edição na Argentina.

 

SERVIÇO

O QUE: WGP #49 – Super 8 Challenger GP

QUANDO: Sexta-feira, 28 de setembro

ONDE: Ginásio de Esportes Joaquim Prestes, na rua Brigadeiro Rocha, 558, no bairro Trianon

HORÁRIO: 19h (Undercard), 21h (WGP Super Fights) e às 22h10 (Main Card)

QUANTO: Ingressos mediante a doação de alimentos