EDUCAÇÃO  

Em 2019, Paraná terá cinco colégios da Polícia Militar

Decreto para o funcionamento foi assinado por Cida Borghetti no início de outubro. Além das unidades de Curitiba e Londrina, outras três irão iniciar as atividades em Cornélio Procópio, Maringá e Cascavel

Principal e mais importante matéria dos alunos? Disciplina. Na imagem, o Colégio da Polícia Militar do Paraná, em Curitiba (Foto: Arnaldo Alves/Arquivo/ANPr)

 

O Paraná irá ganhar, em 2019, mais três colégios da Polícia Militar. Além das unidades de Curitiba e Londrina (Norte), outras três vão começar as atividades em Cornélio Procópio (Norte), Maringá (Noroeste) e Cascavel (Oeste). O decreto para funcionamento dos novos colégios foi assinado pela governadora Cida Borghetti, no início de outubro. (com informações da ANPr)

“Os colégios da Polícia Militar de Curitiba e Londrina são dois exemplos que estão dando certo e decidimos ampliar a interiorização do ensino da Polícia Militar para outras regiões. É mais um legado que deixamos como compromisso com a educação paranaense”, destacou Cida.

Em Maringá, a escola será instalada nas dependências do atual Colégio Estadual João XXIII que atende 1.200 alunos dos ensinos Fundamental e Médio. Em Cornélio Procópio, a nova unidade será no atual Colégio Estadual Alberto Carazzai, que possui 125 matrículas também nos ensinos  Fundamental e Médio. Em Cascavel, o novo colégio da PM será no Centro Nacional de Treinamento em Atletismo (CNTA), que está em fase final de reforma e adaptação. Os alunos que já estudam nos colégios de Cornélio Procópio e Maringá poderão continuar após a conversão para Colégio da PM. Já na unidade de Cascavel a previsão é que, para 2019, sejam abertas 60 vagas para o Ensino Fundamental e 60 vagas para o Ensino Médio e, anualmente, o número de vagas será aumentado gradativamente.

 

PARCERIA

Exemplo que está dando certo, segundo a governadora (Foto: Arnaldo Alves/Arquivo/ANPr)

 

A proposta pedagógica dos colégios da Polícia Militar em Maringá, Cascavel e Cornélio Procópio será a mesma da rede estadual de ensino, elaborada pela Secretaria de Estado da Educação. Os professores, equipe pedagógica e agentes de apoio (Agentes Educacionais I e II), além da merenda e recursos do Fundo Rotativo serão cedidos pela Secretaria da Educação. Os diretores gerais, diretores auxiliares e secretários serão cedidos pela Polícia Militar.