AGENDA  

O FETECO está de volta e isso é maravilhoso!

Entre idas e vindas, Festival de Teatro da Unicentro chega revigorado à sua 21ª edição, mesmo que reduzido. O evento, fundamental para entender a história cultural de Guarapuava, começa nesta quarta (07)

Confira a programação e vá ao teatro! (Foto: Divulgação)

 

Jonas Laskouski

 

Capítulo importante na história cultural de Guarapuava, o Festival de Teatro da Unicentro está de volta. Interrompido pela falta de verbas desde 2013, o FETECO volta com força total mesmo que durante apenas três dias.

Nos tempos áureos, as apresentações adultas e infantis, vindas de inúmeras cidades paranaenses tomavam espaço de uma semana ou mais. A cidade se transformava. Banners decoravam postes do Centro da Cidade. Escolas, Unicentro e o Joaquinzão serviam de alojamento para os grupos que passavam o festival inteiro por aqui. O Auditório Francisco Contini, palco das montagens, com suas cadeiras (mesmo desconfortáveis) sempre com espectadores ansiosos para ver as surpresas daquele ano. Emoções afloradas com as interpretações de artistas amadores muitas vezes tão bons ou melhores que muitos profissionais. Que tempo incrível foi aquele!

 

Sob direção de Alba Condessa, um dos momentos mais marcantes da história do FETECO foi a montagem de “A Ópera do Malandro”, de Chico Buarque, com o Grupo Alquimia. Histórico (Foto: Arquivo)

 

Dody Saman, do Arte & Manha, no premiado espetáculo “Esperando Godot”, outro clássico momento do FETECO (Foto: Gilberto Saciloto/Arquivo)

 

Criado na década de 90, auge também do teatro guarapuavano que arrebatava prêmios (Grupo Alquimia – com atores vindos do Tauni e do Roda Pião -, dirigido pela lendária Alba Condessa, e o Arte & Manha, da não menos lenda, Rita Felchak), o Feteco, entre idas e vindas, sempre precisou de apoio financeiro para sua realização. Neste 2018, o aporte veio através do Ministério da Cultura e assim, nesta quarta-feira, 07 de novembro, começa a sua 21ª edição. Seriam mais edições, mas as pausas levam a esse número. Vamos a programação então:

O Teatro Municipal de Guarapuava recebe o primeiro espetáculo do FETECO na tarde de quarta (07). Às 14h, três simpáticos velhinhos contadores de histórias, movidos pelos sentimentos de saudades e lembranças, falam sobre suas próprias mães e sobre as diferentes mães que conhecem. Quem traz as “Histórias Brincantes” é a Cia. do Abração, de Curitiba.

 

“Histórias Brincantes” abre o FETECO na tarde desta quarta-feira (07) (Foto: Divulgação)

 

No mesmo dia, mas às 20h, o espetáculo “Pelas Mãos de Maria ou As Vozes de Simone” narra uma passagem fictícia, em plena ditadura militar, numa pequena cidade do interior nos anos 70, onde algumas mulheres recebem uma estranha encomenda do quartel: costurar e bordar uma bandeira brasileira para a parada do dia seguinte. A montagem também é do Abração curitibano.

 

Um drama ambientado na ditadura dos anos 70 é a atração de quinta (08) (Foto: Divulgação)

 

Quinta-feira (08) também tem teatro adulto e infantil. Com duas sessões (14h e 15h) no Teatro Municipal, Doroty e seu cachorro Totó serão levados para a terra mágica de Oz, depois que um ciclone passar pela fazenda de seus avós, no Estado do Kansas, nos EUA. Eles viajam então até a Cidade Esmeralda, juntos com os personagens que você já conhece, para encontrar o mago Oz. A clássica história é recontada pela Felchak Produções Artísticas. Promete.

Já à noite, com início às 20h no Auditório Francisco Contini, no campus Santa Cruz, da Unicentro, o clássico shakespeariano “Muito Barulho Por Nada” com os alunos de Rita Felchak, que comanda a Oficina de Teatro da Unicentro.

O encerramento (mas já?!) do XXI FETECO será na sexta (09) com o espetáculo “Memórias Póstumas + Machado de Assis”. A adaptação de uma das maiores obras literárias brasileiras é, na verdade, uma apropriação e conta a história de Brás Cubas que, morto, começa a relatar suas próprias memórias. No palco, a produção é do Grupo Edson Bueno, um dos nomes mais respeitados do teatro paranaense e que teve papel crucial na construção do FETECO.

 

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE OS INGRESSOS

1. A entrada é gratuita.

2. Os ingressos poderão ser retirados na Diretoria de Cultura da Unicentro (campus Santa Cruz) e na Casa da Cultura de Guarapuava.

3. A Diretoria de Cultura da Unicentro (Dirc) pede que o público chegue com 15 minutos de antecedência ao espetáculo para que seja possível validar os ingressos. Caso você se atrase, há o risco de que você perca seu lugar para alguém que chegou na hora (mesmo que este esteja sem ingresso).

Feteco, seu lindo, é maravilhoso tê-lo de volta. Parabéns ao envolvidos e esperamos casa cheia.